2 de outubro de 2013

✽ Resenha: Divergente - Veronica Roth

Divergent #1
Autor: Veronica Roth
Editora: Rocco
Ano: 2012
Gênero: Distopia
Páginas: 502
Nota: ♥ + favorito!
-----------------------------------------------Sinopse-----------------------------------------------
Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá                                   
desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a 
sociedade supostamente ideal em que vive.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

*Atenção! : Nenhuma resenha contêm spoiler.*

   Minha leitura deve ter durado umas duas semanas mas é incrível como eu sinto que conheço o livro há séculos. Para um best-seller como esse, não é pra pouco.

   
   A história se passa em uma Chicago futurista dividida entre 5 facções, baseadas na melhor organização da sociedade. Temos: a Abnegação (para as pessoas altruístas e filantropos), a Audácia (para os que vivem da coragem e da proteção), a Amizade (para quem cultiva os princípios da paz e da mansidão), a Franqueza (para quem vive da honestidade) e a Erudição (que inclue pessoas em constante procura por mais conhecimento).
   Quando completam 16 anos, os jovens passam por um teste de aptidão e por uma cerimônia de escolha de facção. Dessa maneira, uma pessoa nascida em determinada facção, pode mudar para outra só nessa ocasião, mas há um corte de contatos com a antiga. Depois, mesmo se alguém escolher ficar na facção da família, é feita uma iniciação para integrar os novos membros aos seus grupos.
   Beatrice, ou Tris, se vê entre sua família e si mesma, e descobrimos porque ser divergente é algo tão perigoso. *Eu particularmente adorei a Tris. Ela sempre tem consigo, aquela pontinha de egoísmo que acaba desenvolvendo ao longo do livro. Ela nem sempre (ou nunca) faz as coisas pelos outros, mas sempre para si mesma (talvez por terem cobrado tanto esse comportamento que ela nunca teve).*
   
   O livro é cheio de ação, do início ao fim, e os personagens são muuuito interessantes. Apesar de ser um livro de ficção/distopia, ele tem sim suas partes "romance", apesar de serem muito sutis.
   Quando cheguei na metade do livro, me senti como se a gasolina estivesse acabando. Haha, sério! Sabe aquele sentimento de quando o livro "não anda"? Pois é. As coisas que acontecem são legais, mas os pontos que ficam em aberto parecem nunca fechar. Eu não tive falta de paciência pra levar o livro até o fim, mas tem que ter pulso forte pra não pular alguns capítulos e chegar nos "finalmentes". 
    Apesar disso, quando se chega ao final, muitas coisas acontecem e acontecem muito rápido. É como se o conteúdo te chamasse pra correr e você ficasse pra trás. Apesar desse ritmo meio cansativo, adorei o livro, que já está entre meus favoritos.


Lombada de Divergente

E aí? Já leram o livro? (=

   




6 comentários:

  1. Oi Vii! Eu lembro deste livro kk o "detergente" kk bom blog! gostei! coloca livros legais ai também! tipo potter percy... mas tá bom ainda vai aprender a ter blog direito. Xauzinho... Raul Lindooo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, ok... Me dê um desconto, ainda estou aprendendo ;)) Haha
      Beijos querido!

      Excluir
  2. Faz um pouco de tempo que eu li esse livro. Ele não era uma leitura que eu desejava, mas como eu adoro distopias eu resolvi ler. Eu realmente não me arrependi. Em alguns pontos eu achei ele realmente fraco, como o romance, por exemplo, muito sem nexo e sem sentido, mas foi legal a parte do companheirismo que eles tinham. A parte de eles saberem os medos um dos outro, é muito bonito. Em termo de romance eu não aprovei. O livro foi bem elaborado e eu espero muito dessa saga, pois as cenas de ação e luta da Tris quando treinava foram maravilhosas e o final é meio impactante, você vem naquele ritmo lerdo e lento, quando chega no final, ele tipo estoura, eu não concordei com isso, mas acho que ficou bom!! A resenha foi muito boa e parabéns pelo blog, ele é realmente bom!
    PS: Vim indicada pelo Bruno Lopes, meu amigo ♥. Poste coisas novas sempre... Assim comentarei sempre que der.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha exatamente! Eu me senti um pouco deslocada com esse ritmo, mas com certeza foi intencionalmente, já que tem as continuações. Obrigada pelos elogios! Como eu disse no Face, estou só começando, mas sempre estarei trazendo novidades, resenhas e tudo mais. Bruno, aquele lindo <3 haha
      Beijos! :)

      Excluir
  3. Oi flor, adoreeei seu blog, e gostei mesmo da sua resenha, Parabéns!!! E seja bem vinda ao mundo das blogueiras <3
    beijos

    ResponderExcluir