9 de dezembro de 2013

✽ Resenha: Entre o Espelho e Eu - Lorene Patigra

Entre o Espelho e Eu
Autor: Lorene Patigra
Editora: Schoba
Ano: 2011
Gênero: romance policial
Páginas: 345
Nota: 
-----------------------------------------Sinopse-----------------------------------------
Quando um homem é traído pela única pessoa no mundo que amava, ele pode ficar disposto a tudo, inclusive a matar por amor. Depois de ser condenado a vários anos de prisão por causa do assassinato de sua esposa, Hector Romeu decidi escolher as mulheres mais belas e bem casadas do país para provar que o amor não existe, que esse sentimento, na realidade, não passa de uma expectativa ilusória. Acontece que ao selecionar suas vítimas e colocar o seu plano em prática, uma trama surpreendente toma conta de seu coração quando uma de suas vítimas o aproxima novamente do amor. Aprisionado outra vez pelo calor da paixão e pelo fogo do desejo, Hector não percebe que está sendo conduzido para a mais perigosa rede de intrigas da sua existência. E assim, entre mentiras e segredos, o fenômeno de assassino que transforma-se em herói, destrincha o que de fato é o amor e quem, sinceramente, é capaz de amar. 
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

*Atenção! : Nenhuma resenha contêm spoiler.*

   Primeiramente gostaria de parabenizar a autora pelo seu trabalho! Adorei conhecê-lo, ainda mais de uma conterrânea. Obrigada pela oportunidade Lô. (=
   Vou começar a resenha com duas perguntas:  
  • O que esperar de um alguém que teve seu respeito, dignidade e amor traídos?  
  • O que esperar de um homem que matou por amor? 
   A reflexão pode parecer simples mas não estamos tratando de um alguém qualquer. Estamos tratando de Hector Romeu: um homem bonito, educado, rico, jovem e amante. A partir do momento em que suas próprias qualidades e atribuições foram trocadas, traídas de uma certa maneira, Hector se torna um assassino: mata sua esposa por ter o orgulho e o amor feridos. De acordo com ele, "além da morte, nada os separaria".
   Após sua sentença, Hector cumpre sua pena no presídio. Por lá, mantêm contato com diversas mulheres com a intenção de selecionar algumas para serem suas mais novas vítimas. Ele quer prová-las que o amor não existe, que, apesar de afirmarem ter a vida perfeita, o amor não passa de uma ilusão. Hector Romeu agora é pretensioso, detalhista, cheio de segundas intenções e ímpetos de vingança. Vingança?! Sim, vingança. Desprezado pelo pai e com a ausência de uma figura materna, o homem nunca teve a oportunidade de amar verdadeiramente. E quando o pode, foi enganado. Virou vítima? Será que ele era bom e por um momento ficou mau? Será que ele era mau e por um momento foi bom? Somos todos uma coisa só?
    Assim, ele conquista Talita, Raquel e Estela. A última, a mais encantadora, também tinha um plano mas para matar o marido. Coincidência? É uma das coisas que você descobre lendo o livro. Acontece que por ela, Estela, a tese de Hector passa a contradizê-lo. Poderia um assassino explicar o amor? 
   "Hector se mostrava como o príncipe encantado do melhor conto de fadas." Mas ele não contava com o elemento surpresa: Kaline. Uma mulher contemporânea, excêntrica e despreocupada, uma ruiva maravilhosa que, "sem buscar, a encontrou por provar que as mulheres são mais sinceras quando não estão iludidas, quando não estão fadadas à hipocrisia do amor". A mulher a quem Hector "estava disposto a se entregar aos prazeres da carne". 
   O que Hector (e os leitores também) realmente não esperavam era uma reviravolta incrível da história. 


Lombada de Entre o Espelho e Eu

Eu gostei bastante do livro apesar de não gostar de narração observador. Tem um plano bem policial e alguns capítulos me fizeram perder a noite! A história alterna entre passado e presente, então é uma ótima pedida para quem adora sofrer com a ansiedade de um desfecho que nunca esqueça. Além de toda a história, preciso comentar também do visual do livro! A maioria dos capítulos são pequenos e olhem só como é a separação deles:
           
    
   Eu gostei muito do visual também, originalíssimo. É para se orgulhar de Goiás, não é?! haha


Espero que tenham gostado da resenha. Beijos!

2 comentários:

  1. O livro traz uma história interessante e diferente.
    Gostei da sua resenha, por um momento me envolvi no livro.
    Parabéns Vi!!!

    Tammy - Livreando

    ResponderExcluir